Manspreading – O que é, 6 exemplos e 4 dicas para lidar

Local de trabalho com pessoas distribuídas em mesa enquanto palestrante fala em meio a essas pessoas

O Manspreading é um tipo de violência contra a mulher comum, principalmente ao se pensar em transportes coletivos e públicos. Ele é uma forma, ainda que sutil e pouco percebida por muitos, em que homens ocupam espaços físicos que não os pertencem. 

Você sabe o que é Manspreading?

Isso acontece quando um homem usa seu corpo para se espalhar fisicamente em diversos ambientes. Algumas situações conhecidas e comuns são quando eles deixam as pernas abertas e ocupam mais de um lugar em uma cadeira.

É possível pensar na ação como a posse de lugares que não os pertencem, mas que fazem questão de tomar para si de toda forma.

Violência contra a mulher

O Manspreading, portanto, pode ser considerado como um tipo de violência contra a mulher, ainda que poucas pessoas o vejam como tal. Outros termos usados para caracterizar outras formas de discriminações sutis contra as mulheres, são: 

  • gaslighting;
  • mansplaining;
  • manterrupting;
  • bropriating.

Exemplos Manspreading 

Situações em que lugares são ocupados são mais comuns dentro de transportes públicos e coletivos, como ônibus ou trens. Os homens geralmente se sentam com as pernas bem abertas e ocupam mais de um lugar, deixando as mulheres desconfortáveis. 

Palestrante diante de plateia masculina em evento de empresa
O Manspreading acontece quando o homem toma para si um espaço que não o pertence.

Alguns casos ganharam maior impacto por causa da reação das vítimas, que resolveram a situação de uma forma bem-humorada. Dessa forma, várias campanhas foram pensadas para causar comoção a nível mundial e tentar conscientizar os homens. 

Como lidar com o Manspreading?

Para lidar com o Manspreading, é necessário que se debata sobre o assunto em lugares sérios, para assim, conscientizar tanto as mulheres quanto os homens.

Muitas pessoas sequer entendem isso como um tipo de agressão ou então, nunca prestaram atenção sobre o quanto essa ação pode ser ruim para o público feminino.  

Dicas de como passar pela situação

Uma ótima dica para conseguir falar sobre o assunto é trazer o tema na palestra assédio moral no trabalho dentro da Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho, a SIPAT. 

Qual a importância de falar sobre o assunto?

Várias pessoas nem imaginam que esse tipo de incômodo possa ser algo comum e cansativo na vida de uma mulher. Por isso, é importante abordar esse tipo de situação para que os homens se conscientizem sobre os seus atos do dia a dia. 

Chame a Super SIPAT para abordar esse assunto que é essencial, afinal, faz parte das situações diárias que podem estar presentes nas vidas das suas funcionárias, fora ou dentro da empresa.

Compartilhe esse post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

SUPER SIPAT é uma empresa referência em teatro e palestras para SIPAT sobre segurança, saúde e meio ambiente.
Com mais de 1100 eventos realizados, nossa empresa tem atendido todos os segmentos de negócios, tanto no Brasil como américa latina

Posts Recentes

Siga-nos

Super SIPAT

Leia Mais Sobre SIPAT