Inventário de Riscos: O que é, como preencher e o que deve constar? Guia para 2024

A NR-1, de 2021, define a criação de um Inventário de Riscos como obrigatório para o PGR. Então, veja a seguir quais são os dados que devem constar neste registro a fim de controlar e evitar acidentes no trabalho.

O que é um Inventário de Riscos?

É um documento no qual a empresa registra e avalia os riscos que existem dentro do seu espaço operacional. Assim, ela serve para que os líderes possam fazer uma melhor gestão de:

  • Acidentes;
  • Lesões;
  • Bem como, medidas de controle.

Desde 2021, criar esse inventário é um dever para qualquer local de trabalho com a NR-1. Além disso, levantar todos os dados sobre esses riscos é essencial para fazer o plano de ação previsto no PGR.

PGR 

É um programa que visa garantir a saúde e segurança das pessoas no exercício de sua profissão. Assim, seu principal objetivo é ter ciência das ameaças e criar formas de evitá-las no espaço de trabalho.

Foto: Faça treinamentos com a sua equipe sobre o Inventário de Riscos que é crucial dentre as ações do PGR

Veja o que deve constar no inventário

Nesse arquivo, é preciso coletar vários dados de todos os setores da empresa a fim de garantir maior controle. Assim, em uma planilha, é preciso descrever com detalhes todos os campos a seguir:

  • Nome do líder do setor;
  • Atividade, produto ou serviço;
  • Risco;
  • Causa do risco;
  • Dano ou lesão;
  • Lei;
  • Grau de severidade;
  • Medida de controle;
  • Detecção.

A descrição das funções deve ser bem-feita a fim de ajudar nas formas de intervir e evitar acidentes. Então, para todos os riscos, é preciso definir suas causas, efeitos e a frequência em que ocorre. 

Critérios

Para melhorar a precisão desse documento, cria-se uma pontuação para classificar cada perigo. Desse modo, o sistema de pontos leva em conta o quão grave, provável e urgente é cada risco.

Faça o seu Inventário de Riscos

O seu PGR depende desse documento, o qual também deve ser atualizado de forma constante. Então, caso se crie um novo setor ou uma nova função, ela precisa aparecer nele. Em resumo, todos os tipos de perigos a seguir devem fazer parte do registro:

  • Químicos;
  • Físicos;
  • Biológicos;
  • Mecânicos;
  • Ergonômicos.

Não existe um modelo padrão para criar o inventário de riscos, mas o uso de uma planilha ajuda na hora de organizar e avaliar a situação geral. Além disso, contratar um Técnico em Segurança do Trabalho é uma boa opção para fazer isso.

Passo a passo da Fundacentro

Com o objetivo de orientar sobre como preencher todos esses dados, a Fundacentro publicou um passo a passo. Então, vale a pena conhecer esse guia que está no site oficial do governo.

Chame a Super SIPAT

Líder do mercado com foco em palestras e treinamentos para empresas, a Super SIPAT é a melhor opção para o seu negócio. Isso porque, conta com profissionais de peso no mercado, bem como, equipamento de ponta para a sua experiência.

Acesse hoje mesmo o portal e faça o seu orçamento. Confira os temas que melhor te atendem e deixe que a Super SIPAT entregue o conteúdo com humor e irreverência, porém com muita responsabilidade.

Compartilhe esse post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre

SUPER SIPAT é uma empresa referência em teatro e palestras para SIPAT sobre segurança, saúde e meio ambiente.
Com mais de 1100 eventos realizados, nossa empresa tem atendido todos os segmentos de negócios, tanto no Brasil como américa latina

Posts Recentes

Siga-nos

Super SIPAT

Leia Mais Sobre SIPAT