Como falar sobre sexo com os meus filhos?

Com o tempo, a curiosidade dos pequenos sobre os assuntos sexuais aumenta a cada ano que passa e os pais ficam desesperados!

Não precisa ter medo: você sabia que existem formas de ensinar as crianças sobre a educação sexual sem prejudicar seu filho?

E que falar sobre sexo com crianças é fundamental para o seu crescimento?

Pois bem, no artigo de hoje vamos explicar sobre a sexualidade, o que é a tal da “educação sexual” que algumas pessoas ainda têm receio de falar e como dizer tudo isso aos seus filhos sem constrangimentos.

Mas antes de tudo: O que é sexualidade?

Sexualidade, numa forma fácil e rápida para entender é a atração sexual de uma pessoa e na afetividade que ela compartilhar com outras pessoas.

Curiosamente, a sexualidade não está relacionada apenas a sexo, propriamente, como a própria palavra nos remete a pensar, mas, sim, em todas as maneiras pela busca do prazer e sentimento com algum parceiro(a).

Ou seja, enquanto a palavra “sexo” se refere a órgãos genitais ou o ato sexual, a palavra “sexualidade” é uma coisa mais relativa e pessoal.

A sexualidade é responsável por fazer com que as pessoas entendam o que é e o que não é prazeroso para a sua vida íntima sexual.

Pois, cada pessoa desenvolve a sua sexualidade de acordo com suas experiências.

Devemos lembrar que a sexualidade está presente em diversas fases de nossa vida surgindo com grande força na puberdade, quando a maior parte das pessoas conhecem o desejo sexual.

Isto é, a sexualidade é algo normal na vida do ser humano e que deve ser levado a sério e respeitado.

O que é educação sexual?

A educação sexual se refere ao processo de busca pelo conhecimento e esclarecimento de dúvidas sobre os assuntos acerca da sexualidade.

E isso é importante, pois previne as pessoas de várias situações repulsivas como as DSTs, gravidez indesejadas e experiências sexuais horríveis.

Não é à toa que, há algum tempo, as escolas adotaram a educação sobre a sexualidade como uma das grades de programação em seu ensino.

Mesmo assim, esse assunto ainda gera confusões por pessoas mais receosas sobre o tema, que pensam que falar sobre sexo pode ser algo negativo e desnecessário.

A Organização das Nações Unidas (ONU) considera que a educação sexual está relacionada à promoção de direitos humanos universais.

Ou seja, a educação sexual é um direito da criança, dos jovens e de toda e qualquer pessoa para ficar mais informada sobre sua saúde.

Como falar sobre sexo com os seus filhos?

Falar sobre esses assuntos com crianças não é uma tarefa fácil, vários pais tem vergonha de falar de algo tão natural na vida dos seres humanos .

Mas, por outro lado, este é um assunto que nunca deve ser evitado, um dia seu filho ou filha vai perguntar sobre, e você terá de conversar sobre, bem como preparar eles sobre as mudanças corporais que acontecerão, por exemplo.

E, falar de sexo com seus filhos previne várias situações ruins, tais como os abusos sexuais.

Também, devemos ressaltar que falar sobre esse assunto com uma criança não a fará ter vontade de fazer sexo tão precocemente.

Então, respire fundo, deixe a vergonha de lado e tenha uma conversa amigável com seu(a) filho(a) sobre o assunto.

10 dicas para falar de sexo como seus filhos com menos de 4 anos

  • Quando o(a) seu(a) filho(a) tiver menos de 4 anos, você poderá explicar coisas como:
    • o quanto as meninas e os meninos são diferentes fisicamente;
    • Citar os nomes corretos das genitais (evite dar apelidos);
    • Contar que os bebês vêm da barriga da mãe;
    • Orientar para manter as partes íntimas cobertas;
    • Dar respostas simples e reais sobre as funções do corpo;
    • Orientar sobre os toques que a criança pode ou não receber de adultos e outras crianças;
    • Ensinar ao seu(a) filho(a) a dizer não toda a vez que se sentir desconfortável com alguma situação;
    • Explicar que ninguém pode tocar suas partes íntimas;
    • Incentivar o(a) seu(a) filho(a) a confiar em você para lhe contar tudo o que aconteceu todas as vezes que teve de ficar afastado(a) dele(a).

5 dicas para conversar de sexo com seus filhos de 4 a 6 anos

  • Se o(a) seu(a) filho(a) tiver entre 4 a 6 anos, você poderá explicar coisas como:
    • As mudanças no corpo das meninas e dos meninos;
    • O crescimento dos bebês dentro da barriga da mãe e as formas de seu nascimento;
    • Nunca tocar nas partes íntimas dos colegas;
    • Orientar a como seu filho deve agir ao receber um convite estranho de alguma pessoa;
    • Diga a criança que em nenhuma situação de abuso ela é a culpada.

8 dicas para conversar sobre sexo com seus filhos de 7 a 12 anos

  • No momento em que o(a) seu(a) filho(a) tiver entre 7 a 12 anos, você poderá explicar coisas como:
    • Falar sobre as mudanças que ocorrerão na puberdade (os pessoais e as físicas);
    • Falar sobre gravidez e os cuidados para evitá-la;
    • Falar sobre as DSTs;
    • Falar sobre os métodos contraceptivos;
    • Falar sobre abusos sexuais;
    • Oriente o(a) seu(a) filho(a) sobre como deve portar durante uma conversa através da internet e o incentive-o a não falar com estranhos;
    • Falar sobre namoro e estabelecer regras;
    • Ensina-lo(a) a reconhecer e evitar situações que o(a) coloque em risco.

Conclusões

Por mais que não pareça, as crianças têm uma boa recepção quanto a esses assuntos, pois, quando são muito novas não tem a mesma malícia que um adulto e muito menos os tabus que colocamos ao longo da vida.

Este assunto é muito importante debater com seu(a) filho(a), pois evitará situação indesejadas e ele(a) aprenderá direitinho como lidar com cada situação sem problemas.

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin

Siga-nos

Leia Mais Sobre SIPAT